Uma coxinha muito mais saudável com biomassa de banana verde

Crocante e douradinha por fora, suculenta e bem recheada por dentro. Como resistir a uma coxinha, este quitute tipicamente brasileiro?

Geralmente frito e bastante gorduroso, o salgado pode ser feito de forma mais saudável, substituindo alguns ingredientes e assando no forno.

Você já adotou a biomassa de banana verde nas suas receitas? Feita com a polpa cozida das bananas totalmente verdes, cujo amido ainda não se transformou em frutose, esta preparação é bastante usada na culinária, como espessante em receitas doces ou salgadas. É um ingrediente versátil, de sabor neutro e que não interfere no resultado das receitas.

Benefícios da biomassa de banana verde

A biomassa possui grande quantidade de fibras, o que auxilia a digestão, aumenta a sensação de saciedade, a diminuir o apetite, a regular o intestino e a perder peso.

Seu consumo também está associado ao controle dos índices de glicose no sangue e, consequentemente, da diabetes. Auxilia na diminuição dos níveis de colesterol LDL e aumento dos níveis de colesterol HDL, além de estimular a eliminação de gorduras. Assim, previne doenças cardiovasculares e reduz os níveis de triglicerídeos.

Também possui triptofano, que ajuda na formação da serotonina, aumentando o humor e a sensação de bem-estar. É rica em ferro e vitamina A.

Uma ótima opção de lanche pré ou pós-treino

A banana verde é um amido resistente: não é digerido pelas enzimas gástricas e é facilmente eliminado, juntamente com parte da gordura e dos açúcares consumidos. Isso explica grande parte dos benefícios da biomassa feita com o alimento.
Por isso, ao contrário de outros carboidratos que costumam ser vilões das dietas, a banana verde pode ser uma aliada.

Incorpore nas mais variadas receitas e consuma como parte de uma dieta saudável, aliada à prática de exercícios físicos, para aproveitar seus benefícios para a saúde e o emagrecimento.

Ingredientes:

6 bananas-da-terra ou nanicas verdes (para cerca de 400 g de biomassa)
1/4 de xícara de farinha de banana verde
1/2 xícara de farinha de linhaça para empanar
200 g de palmito
1 xícara de brócolis branqueado
1 xícara de queijo mussarela
3 g de páprica picante
1/2 cebola picada
azeite, sal e pimenta-do-reino a gosto

Modo de preparo:

Separe as bananas e mantenha os talos.
Higienize as bananas.
Em uma panela de pressão, ferva a água.
Assim que levantar fervura, adicione as bananas verdes com casca.
Tampe a panela e deixe em fogo alto até começar a pressão.
Assim que a pressão iniciar, diminua o fogo e conte 8 minutos.
Desligue e retire a pressão.
Quando a pressão sair por completo, retire as bananas uma a uma.
Com a ajuda de um garfo e uma faca, tire as cascas de cada banana quente.
Coloque em um liquidificador ou processador e bata as bananas quentes (a biomassa fica espessa).
Se optar por liquidificador, bata 3 bananas por vez.
Misture a biomassa com a farinha de banana verde até acertar a consistência.
Aqueça uma panela e adicione um pouco de azeite.
Refogue a cebola e a páprica.
Acrescente o palmito e o brócolis, mexa bem e tempere com sal e pimenta-do-reino.
Abra a massa com um rolo.
Separe em 9 pedaços.
Pegue cada pedaço da massa e recheie com a mistura de brócolis, queijo e palmito.
Molde o formato da coxinha com as mãos.
Com a ponta dos dedos, passe água ao redor da coxinha e a esfregue em um recipiente com farinha de linhaça para empanar.
Asse em forno preaquecido a 200ºC por 30 a 40 minutos.

Rendimento: 9 coxinhas

Deixe uma resposta