Torta de carne moída e vegetais para uma dieta flexitariana

Uma alimentação equilibrada é aquela que fornece os nutrientes de que o corpo precisa em quantidades adequadas. Para a dieta ser saudável e balanceada, é fundamental priorizar alimentos in natura ou minimamente processados, consumindo industrializados de forma moderada. Para que seja variada, é importante incluir os macronutrientes, como carboidratos, gorduras e proteínas, e os micronutrientes, como vitaminas e minerais, além de fibras.

As dietas vegetariana e vegana, que excluem carnes e derivados animais do cardápio, conquistam cada vez mais adeptos. Mas há uma opção de alimentação que surge com a proposta de ser um caminho do meio: a dieta flexitariana. A proposta do flexitarianismo não é eliminar o consumo de carne, mas sim diminuir a quantidade e a frequência. O equilíbrio também é atingido com o consumo de vegetais e cereais com alto valor proteico.

A proposta da dieta flexitariana é aumentar o consumo de hortaliças e vegetais, desfrutando dos seus benefícios para a saúde, mas sem cortar completamente a carne. A ideia é optar por carnes magras, brancas e de criações mais sustentáveis, como gado criado a pasto, frango alimentado com milho e peixes que vivem e se alimentam em rios e mares. Além de limitar a quantidade de carne consumida, é importante nessa dieta evitar o consumo de carnes processadas, carboidratos refinados, açúcares refinados e sal em excesso.

Para os dias em que a carne está no cardápio, que tal uma torta que combina carne de gado moída com um purê de batata cremoso, vegetais como couve-flor e cenoura e até lentilha? Até as crianças ou quem tem dificuldade para comer sua dose de vegetais não vai resistir a essa combinação.

Prato típico da culinária inglesa, a cottage pie ou shepherds’ pie é coberta com queijo e levada ao forno até gratinar e ficar bem dourada. Uma legítima comida que conforta, para alimentar toda a família com uma refeição flexitariana que equilibra carne, vegetais e grãos e é fonte de diversos nutrientes.

Ingredientes:

1 cebola picada
1 cenoura grande picada
2 colheres de chá de alecrim
2 colheres de sopa de azeite
500 g de carne moída
150 g de lentilha
2 colheres de sopa de purê de tomate
820 ml de caldo de legumes (1 alho-poró, 2 cenouras e 1 buquê de ervas frescas)
600 g de batata descascada e cortada em pedaços grandes
1 couve-flor média picada (600 g)
100 ml de creme de leite
130 g de queijo cheddar ralado

Modo de preparo:

Para fazer o caldo de legumes, higienize e corte longitudinalmente o alho-poró e a cebola.
Descasque e corte em 3 partes a cenoura.
Amarre bem as ervas com um barbante.
Junte tudo em uma panela com 2 litros de água e deixe ferver por 45 minutos.
Preaqueça o forno a 200°C.
Em um processador de alimentos, coloque a cebola, a cenoura e o alecrim e processe até ficarem bem picados.
Em uma panela grande, aqueça o azeite, acrescente a mistura do processador e cozinhe por cerca de 6 minutos, até ficar macio, mas sem cor.
Adicione a carne moída e misture, mexendo com uma colher de pau e cozinhando por 2 minutos até dourar.
Adicione a lentilha e o purê de tomate e cozinhe por 1 minuto.
Misture a água quente e o caldo de carne e coloque na panela.
Cozinhe por 30 minutos sem tampa, até que as lentilhas estejam macias.
Coloque as batatas em uma panela grande e cubra com água.
Deixe ferver e cozinhe por 20 minutos.
Em seguida, adicione a couve-flor e cozinhe por mais 3 minutos, até que as batatas e a couve-flor estejam bem macias. Escorra bem e leve ao processador de alimentos até fazer um purê aveludado, juntando o creme de leite e 100 g do cheddar ralado.
Coloque a mistura de carne e lentilha em um refratário de 35 x 25 cm e coloque o purê por cima com a colher, dando um aspecto rústico para ficar uma crosta crocante.
Polvilhe o restante do cheddar e asse por 25 a 30 minutos até dourar.

Deixe uma resposta