Receita de Raviolone Pôr do Sol por Vico Crocco

A convite do Grupo Zaffari, três renomados chefs da capital gaúcha encararam o desafio de inventar pratos que representam pontos turísticos da cidade, em homenagem aos 247 anos de Porto Alegre, o qual é celebrado no dia 26 de março. Vico Crocco, do Crocco Studio Design, Elisa Prenna, do Chicafundó, e Marcelo Gonçalves, da Pâtissier, inspiraram-se, respectivamente, no Pôr do Sol e na Orla do Guaíba, no Monumento aos Açorianos e no Viaduto Otávio Rocha para criar, compor e apresentar suas receitas.

Vico Croco escolheu o maravilhoso Pôr do Sol da Orla do Guaíba, uma atração dos finais de tarde dos porto-alegrenses e parada obrigatória aos visitantes. Crocco tem a sorte de contemplar esse pôr do sol quase todos os dias, da janela do seu Studio, na Zona Sul, onde dedica-se a receber clientes com suas receitas contemporâneas e também preparar eventos corporativos e pessoais. Traduzindo Porto Alegre no formato de comida, Crocco criou o Raviolone Pôr do Sol, com elementos como o agrião aquático, que nasce em terrenos alagados nas margens do Guaíba, e o ovo de gema mole e cor amarela intensa, representando o sol sobre o lago. A montagem do prato também seguiu os moldes e as configurações do ponto turístico. Além de ser superprática de preparar, a receita é leve e vegetariana.

Veja também as receitas da chef Elisa Prenna e do chef Marcelo Gonçalves

Raviolone Pôr do Sol: para 4 pessoas

Ingredientes:
8 folhas de lasanha fresca
2 maços de espinafre fresco desfolhado
1 cebola pequena picada bem miúdo
2 dentes de alho ficados bem miúdos
6 ovos (4 para os raviolones, 1 para bates e passar na massa e 1 de reserva)
2 caixas de mini agrião
1 xícara de abóbora cortada em cubinhos bem pequenos
2 colheres de mostarda em grãos
60g de mel
Suco e raspas de 1 limão
Queijo chancliche ou labneh natural
Azeite de oliva a gosto
Açafrão da terra
Noz-moscada

Modo de preparo:
– Do Vinagrete de Moranga:
Cozinhe os grãos de mostarda em 400ml de água e 100gr de açúcar até soltar uma baba. Lave em água corrente e repita a cocção da mesma maneira mais uma vez. Lave os grãozinhos de mostarda, seque e coloque em uma tigela.
Acrescente aos grãos de mostarda a Moranga Cabotiá crua cortada em pequenos cubos, mais o mel, o azeite de oliva, as raspas e o suco de limão. Tempere com sal e pimenta-do-reino a gosto. Reserve.

– Do Raviolone:
Refogue o alho com a cebola no azeite de oliva. Quando dourar, adicione as folhas de espinafre, noz-moscada, sal e pimenta-do-reino a gosto. Refogue até murchar.
Leve à geladeira para esfriar e, quando frio, pique bem.
Sobre uma bancada, abra uma massa de lasanha e corte-a ao meio. Em uma das metades, pincele a área do recheio com um ovo. Com a ajuda de um aro (que pode ser uma garrafa pet cortada) faça uma cama de espinafre picado, deixando um leve buraquinho no meio para apoiar a gema. Coloque a gema sobre a cama de espinafre e tempere com sal e pimenta-do-reino.
Use a outra metade da massa para fechar o raviolone. Aperte, delicadamente, com os dedos em volta da área recheada e com a ajuda do aro para as massas grudarem melhor. Tente fechar com o mínimo de ar possível dentro para que o raviolone não estoure na hora do cozimento.

– Montagem:
Coloque a água para esquentar.
Enquanto isso, em um prato, disponha o miniagrião desfolhado e tempere com o vinagrete de moranga. Por cima, finalize com pedacinhos do queijo e azeite de oliva, se desejar.
Cozinhe os raviolones na água por cerca de 2 minutos, cuidando para que não fiquem amontoados.
Disponha-os um a um nos pratos pré-montados e pulverize com um pouquinho de açafrão da terra.
#Dica: monte o prato para que a salada de miniagrião com vinagrete pareça o Guaíba e posicione o raviolone em cima, parecendo o sol se pondo no horizonte do lago.

Deixe uma resposta