Mito ou verdade: beber vinho antes de dormir emagrece?

Pode parecer uma lenda daquelas passadas de geração a geração; porém, na verdade, já existem pesquisas que comprovam a associação entre o hábito de beber vinho à noite e a perda de peso.

Uma pesquisa realizada pela Universidade do Estado de Washington, e divulgada no International Journal of Obesity, apontou a presença da substância resveratrol, um polifenol que está na casca e na semente da uva, o qual é capaz de transformar o excesso de gordura branca do nosso corpo em gordura marrom – mais fácil de ser eliminada pelo organismo. Junto com essa conversão da gordura branca em marrom ocorre a queima de lipídios, ajudando a manter o corpo em equilíbrio, prevenindo a obesidade e a disfunção metabólica.

Durante o sono, o metabolismo trabalha nessa conversão e, ao bebermos uma taça de vinho antes de deitar, ajudamos a intensificar tal processo. Outro estudo realizado na Universidade de Buffalo, EUA, comparou pessoas que haviam consumido vinho nos últimos 30 dias com pessoas que não haviam usufruído da bebida e observou que aquelas que consumiram apresentaram menor tamanho abdominal. Segundo explicações da pesquisa, isso ocorre porque o teor alcoólico do vinho encoraja o corpo a queimar calorias por até 90 minutos depois da ingestão.

Mas só o vinho possui resveratrol?
Não. Existem diversas frutas que contêm esse polifenol. Entretanto, no vinho há uma grande concentração da substância. Quanto mais escuro for o vinho, mais polifenóis ele apresenta.

Detalhe importante:
Não adianta extrapolar na quantidade de vinho com o intuito de “emagrecer mais e mais rápido”, uma vez que o vinho possui o chamado açúcar residual (açúcar que não se transforma em álcool após a fermentação) e, se consumido em demasia, causa o efeito contrário.

Escolha sua garrafa de vinho e beba com sabedoria!

Deixe uma resposta