Deep dish pizza ao estilo de Chicago: o lanche que é uma refeição

Na correria do dia a dia, nem sempre dá para preparar uma refeição completa para a hora do almoço, não é mesmo? Nem por isso você vai comer qualquer coisa improvisada que encontrar na geladeira: é possível preparar lanches épicos para saborear ao longo do dia.

Se a ocasião pede algo realmente especial, que tal inovar com uma versão diferente das redondas que todo mundo ama? As pizzas vieram da Itália e ganharam o mundo, com versões em cada local em que se popularizaram. Nos Estados Unidos ela é um dos pratos que está profundamente enraizado na cultura do país, tendo sido levada pelos imigrantes italianos e ganhado versões icônicas em cidades como Nova York e Chicago.

É na terceira maior cidade dos Estados Unidos, localizada à beira do lago Michigan, que vem a deep dish pizza – a pizza de prato fundo, na tradução literal, é diferente de todas que você já viu e provou.

Ao olhar, ela lembra uma torta: é alta nas laterais, tem massa fina e tem uma ordem diferente das camadas: o queijo e os ingredientes do recheio escolhido ficam por baixo do molho de tomate. Pode parecer estranho, mas isso faz com que o queijo não resseque e fique bem derretido e macio. Com sua quantidade obscena de recheio, a deep dish é pura suculência.

Bastante queijo, recheio suculento e molho de tomate pedaçudo em uma massa crocante: não tem como dar errado, não acha? Para prepará-la é necessário ter uma forma de bordas altas, com cerca de 7 cm, e não ter pressa: por ter uma quantidade maior de ingredientes, ela demora mais para assar.

Criada em 1943 na Pizzeria Uno, em Chicago, essa versão de pizza é um dos grandes atrativos para os turistas que visitam a cidade. Ainda pouco conhecida por aqui, mas lentamente ganhando popularidade, não faltam motivos para você preparar a deep dish pizza na sua casa e surpreender todos que moram com você com essa versão irresistível de uma das comidas mais amadas do mundo. Imagina ela prontinha na sua cozinha, só esperando para você pegar um pedaço e saborear esse lanche durante o dia?

Ingredientes da massa:

3/4 de xícara de água morna
1 colher de sopa de açúcar granulado
2 e 1/4 de colher de chá de fermento biológico seco
2 xícaras de farinha de trigo
1 1/2 colher de chá de sal
2 colheres de sopa de azeite de oliva

Ingredientes da pizza:

2 colheres de sopa de fubá
100 g de mussarela desfiada
800 g de molho de tomate
1 colher de chá de orégano
1/4 de xícara de queijo parmesão ralado
óleo para untar

Modo de preparo:

Em uma tigela pequena, coloque a água morna, adicione o açúcar e mexa para dissolver.
Polvilhe o fermento e deixe descansar por 8 a 15 minutos, até formar uma espuma.
Em outra tigela grande, adicione a farinha, o sal e o azeite.
Despeje a mistura de fermento e misture com uma colher de pau até que fique homogêneo e uma massa felpuda comece a se formar.
Sove a massa nas laterais da tigela.
Depois vire a massa sobre uma superfície e sove, adicionando uma pitada de farinha se necessário, durante cerca de 15 minutos, até que fique homogênea e elástica.
Forme uma bola compacta, coloque em uma tigela untada com óleo e cubra com um pano de prato limpo.
Deixe crescer em um local aquecido até dobrar de tamanho, durante cerca de uma hora e meia.
Preaqueça o forno a 200°C e unte uma frigideira ou assadeira grande de borda alta com óleo.
Polvilhe fubá por todo o fundo da frigideira ou assadeira.
Em uma superfície levemente enfarinhada, abra a massa com um rolo até ficar com cerca de 20 cm de diâmetro.
Pressione a massa na frigideira ou assadeira preparada, levante a massa até preencher os lados e ajeite as bordas. Polvilhe o queijo por cima da crosta, cubra com o molho de tomate e polvilhe com o orégano e o queijo parmesão.
Asse por cerca de 20 minutos, até que a crosta esteja dourada e o molho borbulhante.

Deixe uma resposta