Com limão-siciliano e ervas, um chester suculento para brilhar na ceia de Natal

Como manda a tradição, nas ceias de Natal não podem faltar mesas fartas com aves assadas, como chester, peru ou frango, como prato principal. Mas você sabe de onde surgiu este hábito tão presente na celebração natalina dos brasileiros?

O costume vem dos Estados Unidos, onde o peru era abundante na fauna local. A ave costuma ser servida por lá no Dia de Ação de Graças devido à tradição, que teve início no século XVII entre camponeses e nativos, de celebrar as boas colheitas. Robusta e com grande quantidade de carne, era considerada um símbolo de fartura e, por seu tamanho, ideal para ser servida em banquetes com grande número de convidados.

A tradição de comer peru na noite de Natal começou a ser adotada no Brasil durante o período colonial e, até hoje, grande parte dos itens que consumimos na ocasião são heranças dos nossos antepassados.

Já o chester não é um tipo de animal: é um superfrango, desenvolvido através do cruzamento de linhagens especiais de aves para ter bastante carne. Seu nome vem do inglês ‘chest’, que significa peito, e se justifica pelo fato de cerca de 70% da carne estar concentrada no peito e nas coxas. Além disso, possui menor teor de gordura e maior de proteínas.

Na hora de preparar as aves em casa, uma grande preocupação é que ela não fique ressecada, sem gosto ou que asse de forma desparelha. Por isso, existem técnicas para que ela fique suculenta por dentro e dourada por fora.

Nossa receita de chester leva a adição especial de limão-siciliano e ervas, além de uma cama de cebola e alho para acomodar a ave. O truque para aromatizar é fazer uma marinada seca com todos os temperos e condimentos. Além disso, colocar o limão dentro da cavidade do chester ajuda a construir mais camadas de sabor. Já para manter a carne úmida e suculenta a dica é passar azeite por toda a superfície do chester, o que também vai deixar a pele mais crocante.

Outra técnica importante é amarrar as pernas da ave com barbante antes de ir ao forno, o que contribui para assá-la uniformemente e evita que as asas e pernas queimem.

Para poupar tempo no dia de Natal, você pode fazer toda a preparação na véspera e deixar sua ave na geladeira coberta por plástico filme ou papel-alumínio. Horas antes da ceia, você terá somente que assá-la. Outro ponto fundamental é deixá-la descansando por cerca de 2 horas antes de servir. Isso faz com que absorva mais sucos e sabores, tornando-a mais suculenta, macia e fácil de cortar.

O processo pode ser trabalhoso, mas o resultado é uma ave que promete ser a verdadeira estrela da sua ceia de Natal. Um clássico para encantar nas celebrações em família e deixar sua mesa completa.

Ingredientes:

1 chester inteiro com cerca de 3,7 kg
3 cebolas grandes
1 cabeça de alho
2 limões-sicilianos
1 colher de sopa de flor do sal ou sal grosso
1 ½ colher de chá de páprica doce
1 colher de chá de açúcar mascavo
2 ramos de louro
4 ramos de alecrim
pimenta-do-reino a gosto
azeite de oliva a gosto

Modo de Preparo:

Lave e seque os limões-sicilianos.
Com um ralador, faça raspas da casca de 1 limão-siciliano.
Caso for utilizar sal grosso, quebre em pedaços menores com um pilão.
Em uma tigela pequena, misture o sal, a páprica, o açúcar mascavo, as raspas de limão e a pimenta-do-reino pra fazer a marinada seca.
Seque bem o chester com papel-toalha.
Coloque em uma travessa e esfregue bem a marinada seca sobre toda a pele, entre a pele e a carne do peito e dentro da cavidade do frango.
Cubra a travessa com plástico filme e leve à geladeira para marinar por 1 hora.
Após esse tempo, preaqueça o forno a 220 ºC.
Retire o chester da geladeira e deixe descansar por 30 minutos.
Descasque e corte a cebola em rodelas grossas de cerca de 1,5 cm.
Regue o fundo de uma assadeira grande com um fio de azeite e distribua as rodelas de cebola, uma ao lado da outra. Disponha sobre as cebolas 3 ramos de alecrim untados com azeite, 1 ramo de louro e a cabeça de alho.
Regue com um 1 colher de sopa de azeite.
Regue o chester com 2 colheres de sopa de azeite e espalhe bem com as mãos.
Corte o limão-siciliano que você usou para fazer as raspas em quartos.
Coloque os quartos de limão no interior da cavidade do chester, com 4 folhas de louro.
Pique as folhas do ramo de alecrim restante e misture com 2 colheres de sopa de azeite em uma tigela pequena.
Posicione o chester na tábua, com o peito para cima, e encaixe as pontas das asas sob as costas para não queimarem enquanto assam.
Com um pedaço grande de barbante, segure uma ponta em cada mão e posicione o centro do fio onde estava o pescoço do chester.
Passe o barbante sobre as coxas, rente à lateral do peito; dê uma volta por fora das pontas das coxas, cruze e amarre.
Puxe as pontas do barbante para baixo, dando uma volta ao redor da cavidade do chester e amarre junto com as coxas para fechar a cavidade.
Disponha o chester na assadeira sobre a cama de cebolas e ervas com o peito para cima e leve ao forno para assar por 15 minutos, até a pele começar a ganhar um tom dourado.
Diminua a temperatura do forno para 180ºC e deixe assar por mais 55 minutos, até assar por completo e ficar com a pele bem dourada e crocante.
Nos últimos 5 minutos, abra o forno com cuidado e espalhe o azeite com alecrim sobre a pele do chester.
Para conferir se está assado, com a ponta de uma faca, faça um furinho na junção da sobrecoxa com o peito.
Se o líquido sair sem sangue é sinal que está pronto.
Caso contrário, volte ao forno por mais alguns minutos.
Retire do forno e deixe descansar por 10 minutos antes de cortar.
Sirva a seguir com as cebolas, o alho assado e com o limão cortado em gomos.

Deixe uma resposta